Palavras


Minhas palavras saem de minha boca
Como poeira ao vento
Em uma noite fria de outono
Se misturando entre tantas outras
Folhas e sons.

Não importa o quanto
Precisem ser ouvidas
Terminam por fim
Sempre perdidas
Entre vozes e tons.

-Laura Zw.

Um comentário: